Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Shows, cinema, exposições, workshops e muito mais na programação de outubro do CCJ. Vem conferir!

01/outubro às 10:00 - 31/outubro às 22:00

Se liga na programação de outubro do Centro Cultural da Juventude, que conta com atrações especiais em torno do “Culturas Urbanas, Conexões Artísticas – C.U.C.A”, projeto da Secretaria Municipal de Cultura. Agende-se e venha curtir com a gente! Eventos gratuitos! 

MÚSICA
2DE1
Quando: 4 de outubro
Onde: Anfiteatro
Horário: 20h30
Classificação Indicativa: 16 anos
Descrição: Fernando e Felipe Soares são irmãos gêmeos que trilham juntos o caminho da música com o nome artístico de 2DE1. Eles usam influências como groove, black music, R&B e eletrônico e suas letras tratam de amor, medo, dependência e submissão. Deixam claro que um integrante é hetero e o outro, gay: “uma drag queen e o outro em um relacionamento aberto; gêmeos, abertos pra entender e aceitar as escolhas tão diferentes entre si”, dizem. No CCJ, eles fazem show com as músicas de seu disco de estreia, “Transe”.

2DE1 / Foto: Divulgação

DANÇA
Amor em 4 Atos – “Tranças de Teresa”
Quando: 5 de outubro
das 19h às 20h – aula aberta
das 21h às 21h50 – espetáculo
Direção: Priscila Magalhães
Classificação: 14 anos
Sinopse: O segundo ato da série “Amor em 4 Atos, Tranças de Teresa”, parte de uma pesquisa sobre o artista plástico Tunga e sua intersecção com o amor e suas relações contraditórias. Nas palavras do próprio Tunga: “Acho que o grande mistério é o mistério da vida. Sendo ele um grande mistério, precisa ser olhado e preservado com atenção. Acho que a grande poesia é a poesia desse mistério. E, evidentemente, não há vida sem amor, né? Amor no sentido mais profundo da palavra”. Com coreografia de Liliane de Grammont, produção executiva de Patrícia Galvão, trilha sonora de Ed Côrtes, produção de vídeo de João Leão, figurino de Bruna Fernandes, ensaio de Lucas Oliva, desenho de luz de Alexandre Bafé e Priscila Magalhães e cenografia de Vitor Ugo e Aline Oliveira. Com os bailarinos Julio Francozo, Rebeca Tadielo, Daru Liberato, Thamires Núbia, Clara Hornis e Cris Rother.

Tranças de Teresa / Foto: Divulgação

MÚSICA
Circuito – Ellen Oléria
Quando: 6 de outubro
Onde: Anfiteatro
Horário: 20h
Classificação: 16 anos
Sinopse: Ellen Oléria é uma cantora e compositora brasileira nascida e criada em Brasília. Se formou em Artes Cênicas na Universidade de Brasília e com mais de 16 anos na música, acumula prêmios em festivais e tem 5 discos lançados, além de turnês realizadas pelo Brasil e outros países. Foi indicada como melhor cantora (Canção Popular) pelo Prêmio da Música Brasileira por seu mais recente disco, Afrofuturo. Conhecida pelo público por seu timbre cintilante, com repertório brasileiríssimo, a soprano dramática Ellen Oléria também é uma ativista política que atua como apresentadora no programa Estação Plural, exibido semanalmente pela TV Brasil. Atualmente está em temporada em seu primeiro musical, como atriz, circulando entre Brasília, Rio e em breve em São Paulo e Belo Horizonte.

Ellen Oléria / Foto: Reprodução Facebook

MÚSICA
Coral da Gente
Quando: 13 de outubro
Horário: 17h
Onde: Área de convivência
Sinopse: Para o CCJ, o Coral da Gente preparou um repertório magnífico e alegre, garantindo a sua diversão e entretenimento do início ao fim. O Coral mantém o seu alto padrão de excelência por meio dos trabalhos de voz e expressão corporal, transitando pelo universo das composições brasileiras e das obras internacionais do repertório popular e erudito. O Coral da Gente faz parte do Instituto Baccarelli, que nasceu em 1996 quando o maestro Silvio Baccarelli acompanhou pela mídia o incêndio em Heliópolis. Ele entrou em contato com uma escola pública da região e, para ajudar aquelas famílias, sugeriu ensinar música com instrumentos de orquestra a crianças e adolescentes da comunidade. O Instituto Baccarelli é uma organização social sem fins lucrativos, que atende anualmente e gratuitamente mais de 1 mil crianças e jovens, a partir dos 4 anos de idade, em situação de vulnerabilidade social, especificamente da comunidade de Heliópolis.

TEATRO
Uma Moça da Cidade
Quando: 14 de outubro
Onde: Anfiteatro
Horário: 18h
Classificação Indicativa: 12 anos
Autoria, Encenação e Direção: Anderson Bosh
Descrição: “Uma Moça da Cidade” é uma comédia teatral popular e mambembesca.
Conta a saga de “Ambrosina” (anti-heroína), que se aventura na cidade grande em busca
de seus sonhos, loucuras e amores. Ambrosina é uma moça do interior que deixa o vilarejo onde nasceu para estudar na capital. Em meio às novidades de uma cidade grande, suas descobertas de adolescente e o choque de culturas, o seu dia a dia se transforma numa verdadeira aventura, excêntrica, desastrosa, assustadora, divertida, reveladora e engraçada.

Uma Moça da Cidade / Foto: Divulgação

LITERATURA
Lançamento do livro “Explodindo os Cofres dos Meus Versos”
Quando: 18 de outubro
Onde: Área de Convivência
Horário: das 19h30 às 21h30
Classificação Indicativa: Livre
Descrição: Michell, vulgo Chellmí, nasceu e ainda mora na Vila Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo. Ele faz parte do Sarau da Brasa, do Projeto Espremedor e é idealizador do Projeto Carrinho de Mãoteca, co-idealizador do Projeto Veredas do Vestibular e co-fundador da Biblioteca Comunitária Carlos de Assumpção. Graduado em Pedagogia pela Universidade de São Paulo, é também educador no Ateliê de Escrita Criativa na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha. No CCJ, Chellmí lança o livro “Explodindo os Cofres dos Meus Versos”, com bate-papo entre o poeta e o público.

Chellmí / Foto: Reprodução Facebook

MÚSICA
Bonjour Pará – Quinta Independente
Quando: 25 de outubro
Onde: Arena
Horário: 20h
Classificação Indicativa: 14 anos
Descrição: Bonjour Pará é uma banda que celebra a chamada “fuleiragem”. Para entender o fenômeno é preciso voltar nos anos 70, quando os bailes bregas paraense nasceram com artistas como Alípio Martins, Pinduca, Raimundo Soldado, Mestre Vieira, Beto Barbosa e Pin. Décadas depois, a moda se reinventou pelos jovens da cultura alternativa, quase sempre de classe média. Bonjour Pará é um desses grupos e já rodou o Brasil levando música paraense. Em São Paulo, a banda já se apresentou no Baixo Augusta e na Vila Madalena. É formado pelos cearenses Gil Duarte nos sopros e voz e Marcos Maia na bateria, o pernambucano Adriano Salhab nos teclados, guitarras, bandolin e voz, o paulista quase cearense Demétrius Carvalho no baixo e o catarinense Fernando Rischbieter nas guitarras e voz.

Bonjour Pará / Foto: Divulgação

 

MÚSICA
Se Essa Rua Fosse Minha
Quando: 27 de outubro
Onde: Calçadão
Horário: das 10h às 14h
Classificação Indicativa: Livre
Descrição: Se Essa Rua Fosse Minha surgiu a partir do anseio de tornar os locais públicos mais bem cuidados e partilhados por todos, sejam eles ruas, parques, calçadas e praças. A atividade no CCJ contará com músicas e histórias contadas, trazendo monitores para divertir e brincar com as crianças, além de brinquedos infláveis, performance de palhaços e intérpretes de libras para tornar o programa ainda mais inclusivo. Com participação da Trupe Pé e Histórias, Tucci Conta, Pequenos Compositores e aCia Asfalto de Poesia.

Dia de Brincar / Foto: Comunicação CCJ

CINEMA
CRIAR na Quebrada
Quando: 27 de outubro
Onde: Arena, Mirante, Anfiteatro
Horário: das 12h às 21h
Classificação Indicativa: Livre
Descrição: A mostra de cinema é uma parceria com o Instituto Criar, oferecendo intervenções poéticas, shows e feira de artesanatos. O Cine Criar é uma ação de difusão dos vídeos autorais produzidos pelos jovens. No CCJ, oferece um festival de curtas-metragens produzidos por jovens recém-formados do Instituto Criar e por coletivos audiovisuais atuantes na região da Zona Norte de SP.

Participantes:
Felipe Marinho – Poeta, slammer e escritor do livro “Calypso”, está produzindo no momento sua segunda obra de poemas, “Peles negras em tons de fúcsia”, também ganhador do Slamm Nacional Sudeste 2018.
Renato Kolla – Poeta, músico, compositor, contista, slammer, escritor de literatura marginal e co-fundador do Sarau do Infinito no Jardim Brasil.
Timm Arif – MC, poeta e beatmaker da zona Norte, é autor dos EPS “In Promo”, “In Promo Vl. 2” e “Desatando os Nós”. Mistura boompap, trap, house e lo-fi.

Feira de exposição – das 17:00 às 21:30
Atração musical 1- TIMM ARIF – das 17:30 às 18:20
Apresentação POETA 1 – Felipe Marinho – das 18:20 às 18:30
Exibição dos curtas metragens e debate – das 18:30 às 20:00
Apresentação POETA 2 – Renato Kolla – das 20:00 às 20:10
Atração musical 2 – Omnira – das 20:15 às 21:15

MÚSICA
Igor Prado & JustGroove com Lino Krizz
Quando: 27 de outubro
Onde: Anfiteatro
Horário: 21h
Classificação Indicativa: 14 anos
Descrição: Este show de blues reúne Igor Prado e Lino Krizz. Guitarrista paulistano, Igor tem 16 anos de carreira e recentemente teve seu álbum como o mais tocado dentro no gênero nos EUA (Living Blues Charts). Em 2016 se tornou o único artista sul-americano indicado ao 34th Blues Music Awards, considerado o “Oscar” do blues americano. Já tocou nos principais festivais do no mundo e ao lado de artistas como Buddy Guy, Gary Clark Jr e Derek Trucks Band. Estará produzindo o mais novo projeto, “Igor Prado & JustGroove”, juntamente com renomados músicos do circuito de soul, funk e gospel. Lino Krizz é cantor, compositor e tem mais de 300 músicas. Do hip hop a doces baladas, faz músicas com levada soul e como produtor apresenta canções com melodias sofisticadas. Suas influências são Tim Maia, Cassiano, Luiz Melodia e Carlos Dafé, entre outros, e o artista bebeu também da bossa nova, funk dos anos 70, samba, rock clássico, samba-rock e modern soul.

Igor Prado / Foto: Divulgação

CINEMA
O Terror no Imaginário Brasileiro
Quando: 31 de outubro
Onde: Anfiteatro
Horário: vários
Classificação Indicativa: 11 anos
A atividade tem como objetivo celebrar o Halloween e o Dia do Saci e serão abordados literatura, cinema e jogos.

10h30 às 11h30
Palestra: Vivendo de Inventar
Convidado: André Vianco
Quando: 31 de outubro
Onde: Anfiteatro
Horário: 10h30
Classificação Indicativa: 14 anos
Com mais de 1 milhão de livros já vendidos, André Vianco é um dos maiores nomes da literatura fantástica, de terror e sobrenatural no Brasil. Nascido em São Paulo, cresceu e vive na cidade de Osasco, que é cenário de várias de suas obras. Publicou seu primeiro livro em 2000, consagrando-se com a obra Os Sete como grande mestre dos livros com vampiros. Desde então, tem construído uma sólida carreira como escritor, roteirista, e diretor de cinema e de televisão brasileiro.

Andre Vianco / Foto: Divulgação

Pós-Horror: O Novo Terror
Convidados: Santiago Nazarian e Marcos DeBrito
Mediação: Reynaldo Damazio
Quando: 31 de outubro
Onde: Anfiteatro
Horário: 15h
Classificação Indicativa: 14 anos
Uma discussão sobre o novo terror com um olhar especial para a literatura e cinema.
Santiago Nazarian é autor de diversos romances, entre eles Neve Negra (Companhia das Letras, 2017), Biofobia (Editora Record, 2014) e Mastigando Humanos (Nova Fronteira, 2006, Record 2013). Descreve seu projeto literário como “existencialismo bizarro”, no qual mescla questões atemporais da literatura existencialista com cultura pop, humor negro e horror. Tem obras publicadas em vários países da América Latina e Europa e direitos vendidos para cinema e teatro. Em 2003 ganhou o Prêmio Fundação Conrado Wessel de Literatura com seu romance de estreia. Em 2007, foi eleito um dos escritores jovens mais importantes da América Latina pelo júri do Hay Festival em Bogotá, Capital Mundial do Livro. Além de escritor, é tradutor, roteirista e colabora em diversos periódicos.
O cineasta premiado, Marcos DeBrito vem sendo considerado a grande renovação na produção de filmes de suspense e terror no Brasil. Começou a escrever histórias que lhe vinham à cabeça apenas para lidar com seus próprios medos, na esperança de esconjurar seus demônios e calar as vozes que não o deixavam em paz. O destaque de sua produção está na crueza como retrata as diferentes faces do mal, mas não é apenas isso. Todas as suas histórias contêm elementos de mistério e surpresas que desafiam o público a desvendar a mente dos personagens. Diretor, roteirista e escritor, “A Casa dos Pesadelos” é seu quarto livro publicado, e o segundo pela Faro Editorial, onde lançou “O Escravo de Capela”. “Condado Macabro”, seu primeiro longa-metragem, foi lançado nas salas comerciais em 2015 e vem mostrando a força de sua narrativa em festivais por todo o país e no exterior.
Reynaldo Damazio é editor, crítico literário, escritor e gestor cultural. Formado em Ciências Sociais pela USP. Foi colaborador do Guia de Livros da “Folha de S. Paulo” e das revistas “Arte Brasileiros”, “Entrelivros”, “Mente e Cérebro” e “Nossa América”. É coordenador do Centro de Apoio ao Escritor da Casa das Rosas. Autor de “Poesia, linguagem” (Memorial da América Latina), “Nu entre nuvens” (Ciência do Acidente), “Horas perplexas” (Editora 34) e “Com os dentes na esquina” (Dobradura Editorial), entre outros. Traduziu “Calvina” (SM Editora), de Carlo Frabetti.

Santiago Nazarian / Foto: Divulgação

ESQUENTA CINEFANTASY
Quando: 31 de outubro
Onde: Calçadão
Horário: 19h
Classificação Indicativa: 14 anos
Descrição: O Cinefantasy – Festival Internacional de Cinema Fantástico é um evento criado para fomentar, debater e difundir o cinema fantástico e seu universo, com foco em filmes de fantasia, ficção cientifica e terror, de diversos lugares do mundo. Neste ano, a 8ª edição recebeu 547 filmes, de 44 países e cinco continentes. Para o Centro Cultural da Juventude, o Cinefantasy organiza uma exibição numa tela inflável ao ar livre, no Calçadão com exibições dos curtas-metragens premiados na 7ª edição.

Cena do filme Nham Nham / Foto: Divulgação

C.U.C.A NO CCJ
“Culturas Urbanas, Conexões Artísticas – C.U.C.A”, projeto da Secretaria Municipal de Cultura, dá voz às artes urbanas e colaborativas e vai promover uma extensa programação no mês de outubro na cidade de São Paulo, enfatizando as iniciativas que marcam a identidade pulsante e múltipla da metrópole, com projetos de arte, música, cinema e mais.

AUDIOVISUAL
CRACA
Quando: 11 de outubro
Onde: Terminal de Ônibus da Vila Nova Cachoeirinha
Horário: 19h
Classificação Indicativa: Livre
Descrição: A performance audiovisual Craca é o alter-ego de Felipe Julián, também conhecido pela sua atuação como produtor de trilhas para teatro, dança, vídeo e pela sua premiada parceria com a MC Dani Nega, com quem recebeu o Prêmio da Música Brasileira e o Premio Profissionais da Música tendo lançado 2 álbuns. O artista trabalha com imagens e sua música é um híbrido eletrônico de genes latino-brasileiros manipulados e cruzados com organismos étnicos de nações imaginárias cujo objetivo é fazer dançar. Sua música, criada no improviso, vem com projeções de imagens de micro-organismos oceânicos.

CRACA / Foto: Divulgação

ARTES VISUAIS e MÚSICA
Sarau das Bixas
Quando: 12 de outubro
Onde: Área de Convivência
Horário: das 10h às 19h
Classificação Indicativa: 16 anos
Descrição: O nome Sarau das Bixas brinca com a ressignificação deste termo pejorativo. Propõe o encontro e a troca de ideias sobre o que é ser “bixa”. O evento, promovido em parceria entre o Centro Cultural Ocupa Ouvidor 63 e o Baile Profano, traz para o CCJ exposições de arte, roda de conversa, música e performance. Entre as ações, exposição coletiva com Sirius Amén (baiano residente no Ocupa Ouvidor, com narrativa pictórica sobre gêneros, sexualidade, homoafetividade e homofobia), Felipe Chianca (paraibano radicado em São Paulo que usa técnicas de colagem, xilogravura e pintura), Suriani (o artista urbano realiza intervenções em espaços públicos usando retratos de drag queen pintados à mão e colados como lambe-lambe) e Moara Brasil (artista visual e ilustradora nascida em Belém do Pará). E mais shows e performance da travesti Malka (em seu projeto eletrônico, com visuais de Nu Abe, traz a mistura de DJ set com live pa, com tracks autorais e de outros artistas, mesclando o techno-dark a solos de violino, viola clássica, profecias transviadas, projeções, sintetizadores e outros instrumentos, além de performances de butô e bate-cabelo).

DJ Andi Profano / Foto: Divulgação

MÚSICA
Jaloo & MC Tha
Quando: 13 de outubro
Onde: Anfiteatro
Horário: 19h
Classificação Indicativa: 14 anos
Descrição: MC Tha é cantora e compositora paulista e foi criada no bairro de Cidade Tiradentes, um dos primeiros polos funkeiros da cidade. De família nordestina, é influenciada pelo baião e pelo forró. Começou a compor em 2009 e é formada em Comunicação Social, trabalhando também com produção cultural. Sua música “Pra você” teve clipe dirigido por Jaloo, um sucesso instantâneo. Já o músico Jaloo nasceu no Pará e se divide entre produtor, cantor e compositor. Seu álbum de estreia “#1” foi lançado em 2015 e tem direção artística de Carlos Eduardo Miranda. O novo disco do artista será lançado ainda este ano. Jaloo já se apresentou nos festivais Lollapalooza, Bananada, Milkshake, Contrapedal e Coquetel Molotov e na Virada Cultural de São Paulo. Cantam juntos no CCJ.

MC Tha e Jaloo / Foto: Divulgação

AUDIOVISUAL
Retrigger
Quando: 17 de outubro
Onde: Terminal de Ônibus da Vila Nova Cachoeirinha
Horário: 19h
Classificação Indicativa: Livre
Descrição: Retrigger nasceu em Belo Horizonte e é artista desde 2001. Ele mistura vanguardas experimentais com música eletrônica dançante, além de referências sessentistas, sonoridades do punk e da música popular. Apresenta-se ao vivo com laptops, joysticks e instrumentos musicais como theremin e sintetizadores. Em 2011 lançou DVD com show ao vivo em comemoração aos 10 anos de carreira. Retrigger realizou diversos shows no Brasil, Argentina e na Europa, onde já fez quatro turnês entre 2004, 2008, 2016 e 2018.

Retrigger / Foto: Divulgação

MÚSICA E CINEMA
Primavera Entre os Punks
Quando: 19 e 20 de outubro
Onde: Anfiteatro
Classificação Indicativa: 14 anos

Dia 19 – Sexta
18h – Discotecagem com Luizinho Ratinho, colecionador de música e DJ que mora na Vila Nova Cachoeirinha. Ele foi um dos pioneiros em discotecar o punk rock na Quebrada.
19h. Exibição do documentário “Ariel – Sempre pelas Ruas”, que participou do Festival In-Edit de 2016 e que conta a trajetória de Ariel Invasor, um dos pioneiros do movimento punk.
20h – Logo depois da exibição acontece debate sobre punk com Pierre (Carolina Punk), Rose (Punks Anjos), Juvenal (Punk Terror) e Paulinho (Phuneral Punk), e a mediadora Tina Ramos.

Dia 20 – Sábado
17h – Discotecagem de Leonardo Gibo. Vindo do Japão recentemente, o colecionador de discos de vinil trouxe raridades em sua bagagem, que inclui bandas de power pop, new wave, mod revival e principalmente punk rock.
18h – Curta “João Brandão adere ao Punk”, que já foi exibido no 48º Festival de Brasília/2015 e baseado em conto de Carlos Drummond de Andrade publicado no “Jornal do Brasil” em 1983.
19h – Banda Lixo Suburbano, que começou a tocar em 1988 no Taboão da Serra e que tem Alex Embu como frontman. A banda conta agora com uma formação renovada vinda do ABC paulista, um dos berços do Punk Rock paulistano.
20h – Banda Invasores de Cérebros, formada em 1988 na Zona Norte de SP.

Banda Lixo Suburbano / Divulgação

MÚSICA
FESTIVAL SKA NO C.U.C.A
Quando: 21 de outubro
Onde: Estúdio / Sarau / Anfiteatro
Horário: das 13h às 20h
Classificação Indicativa: Livre
Descrição: O Festival de SKA no C.U.C.A vai reunir bate-papos, workshops e shows no Centro Cultural da Juventude. Trata-se da primeira edição do projeto idealizado pela Radiola Records & Booking para o projeto Culturas Urbanas, Conexões Artísticas da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (C.U.C.A). O evento mostra um recorte novo e pulsante do que acontece atualmente no ska brasileiro, com shows, debates e oficinas. A banda Skafandros Orkestra apresenta seu segundo álbum, “Fubah”, e convida ao palco o saxofonista Thiago França, do grupo Metá Metá. Já Buena Onda Reggae Club apresenta seu álbum homônimo com participação de Laylah Arruda, do Feminine Hi Fi. Entre as atividades, debate sobre a história do ska na América Latina, uma oficina com o produtor americano Victor Rice e um workshop ministrado pelos músicos da Skafandros sobre a introdução de ritmos brasileiros na música jamaicana, em especial no ska.

Buena Onda Reggae Club / Foto: Divulgação

Programação:
Das 13h às 15h: Oficina no Estúdio
Como gravar sua banda de Ska com Victor Rice (20 vagas / primeiros inscritos)

Das 15h às 16h: Oficina no Foyer do Anfiteatro
Ritmos Brasileiros na Música Jamaicana com Skafandros Orkestra

Das 16h às 17h30 – Show no Anfiteatro do Buena Onda Reggae Club convida Laylah Arruda

Das 17h30 às 18h30 – Bate-Papo no Sarau sobre a História do Ska na América Latina com Bruno Lancellotti

Das 18h30 às 20h – Show no Anfiteatro do Skafandros Orkestra convida Thiago França

Shows, cinema, exposições, workshops e muito mais na programação de outubro do CCJ. Vem conferir!