Carregando Eventos

« Todos Eventos

Com Virada Cultural, maio tem Karol Conka, Rashid, Elba Ramalho, Rolezinho, Banda Cólera e mais no CCJ

01/maio às 20:00 - 29/maio às 20:00

Maio é mês de Virada Cultural em São Paulo e o Centro Cultural da Juventude recebe as atrações Viradinha, especialmente para as crianças, e shows de Elba Ramalho, Rashid, Karol Conka e Thaíde. As apresentações acontecem na praça do cemitério em frente ao CCJ. Além desses shows imperdíveis, outras tantas atrações que você confere aqui:

CIRCO
Cia Terroristas
Quando: dias 3, 4 e 5
Onde: Arena
Horário: dias
Classificação Indicativa: Livre
No espetáculo “?” da CiA dXs TeRrOrIsTaS, um Freak Show que faz alusão às pessoas que estão à margem dos padrões estabelecidos como “normais” da sociedade. Com personagens como a primeira mulata do Brasil, o Fabuloso Homem Boneca, o Bicho de 7 Cabeças e a Sedutora Sereia do Jaçanã, a cia mostra que em um mundo onde o perigo é estético, onde a distribuição de violência se dá pela aparência de seus alvos e onde a segurança só é garantida para corpos brancos, cis, heteronormativos, machos, magros, viris, loiros de olhos azuis e ricos, essas “bestas” são bombas humanas prestes a explodir. Dandara é a atração principal do picadeiro. Ela fugiu do circo e deixou uma dúvida aos que ficaram: seria melhor fugir e viver à revelia dos perigos do mundo lá fora e suas estranhezas para com os corpos diversos ou permanecer no caos exploratório já reconhecido do picadeiro dos horrores?

MÚSICA
Mayara Costa – Quinta Independente
Quando: 2 de maio
Onde: Área de Convivência
Horário: às 20h30
Classificação Indicativa: 16 anos
A cantora paulistana Mayara Costa, 25 anos, se lançou na música através dos laços íntimos com o samba criado dentro de casa, do terreiro de candomblé de sua avó e das folias de carnaval, sendo parte e desde criança da Escola de Samba Unidos de Santa Bárbara. Sua apresentação de apoia nas rodas de samba e nas raízes religiosas da artista, com clássicos da MPB predominantemente baianos. Ela cantar sobre as divindades femininas, fazendo um paralelo entre orixás (yabás) e um amor sublime pela natureza, pela vida e pelo amor.  O show contempla ritmos dançantes que vão de Dorival Caymmi e Gilberto Gil aos mais recentes baianos Jota Veloso e Roque Ferreira.

Mayara Costa / Foto : Divulgação

MÚSICA
Grazzi Brasil
Quando: 4 de maio
Onde: Área de Convivência
Horário: às 20h30
Classificação Indicativa: 16 anos
“O Canto da Guerreira” é uma Homenagem da cantora Grazzi Brasil à lenda da música Clara Nunes. Grazzi Brasil cresceu ouvindo a voz de Clara e dessa escola nasceu sua vontade de cantar e de também emprestar seu canto para a louvação dos orixás. “O Canto da Guerreira” é uma afirmação das raízes afro-brasileiras de Grazzi e também de seu compromisso com o samba, gênero que defende na avenida e nos teatros.

Grazzi Brasil / Foto : Divulgação

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA
Aos Quatro Ventos
Quando: 8 de maio
Onde: Área de Convivência
Horário: às 10h30 e às 14h
Classificação Indicativa: Livre
A montagem “Tecendo Histórias” apresenta o universo encantado da mitologia e dos contos africanos com base na literatura infanto-juvenil. As narrativas teatralizadas tecem mágicas histórias repletas de cantigas, dança, poesia, personagens envolventes e animais fantásticos. A Cia Teatral Aos Quatro Ventos nasceu em 2010 e promove mensalmente contações de histórias, oficinas e apresentações de teatro para as faixas etárias de 4 a 14 anos. O repertório aposta em histórias afro-brasileiras e africanas, com duração de 50 minutos.

Aos Quatros Ventos / Foto : Divulgação

MÚSICA
Arcanjo Ras – Quinta Independente
Quando: 9 de maio
Onde: Anfiteatro
Horário: às 20h30
Classificação Indicativa: 16 anos
Arcanjo Ras é cantor de dancehall e traz em sua apresentação um show que busca diversas linguagens do reggae music, no estilo sound system e misturando ainda rap, black music, música eletrônica e canto lírico. Com três álbuns autorais lançados em quase 20 anos de carreira, Arcanjo é referência na cena dancehall / ragga do Brasil.

Arcanjo Ras / Foto: Divulgação

MÚSICA
A Voz do Samba Rock – Projeto Vinil na Quebrada
Quando: 10 de maio
Onde: Calçadão
Horário: das 18h às  22h
Classificação Indicativa: Livre
A atividade tem como objetivo promover cultura, arte, recreação, lazer e defesa de direitos sociais. O projeto A Voz do Samba Rock traz ao CCJ o Trio Swing, o Samba Congo e o DJ Robson, além da presença do professor de dança Claudio Nostalgia com aula de samba rock e exposição de artesanato e praça de alimentação.

A Voz do Samba Rock / Foto: Divulgação

TEATRO
Eu em Ti – Retratos
Quando: 11 de maio
Onde: Anfiteatro
Horário: às 20h
Classificação Indicativa: Livre
A Cia. Gufa de Teatro ganhou o Prêmio Cleyde Yáconis, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, com o espetáculo “Eu em Ti – Retratos”, que retrata a morte da travesti Dandara dos Santos, brutalmente espancada em 15 de fevereiro de 2017 pelo fato de existir. A cia entende o trabalho como um foco de resistência e luta contra a intolerância, retrocessos sociais e desrespeito aos direitos humanos.  Todos os atores são LGBT+, contando também com interpretação de libras e debate no final da apresentação.

Cena de “Eu em Ti Retratos” / Foto: Divulgação

OCUPAÇÃO
Rolezinho no CCJ
Quando: 12 de maio
Onde: Área de Convivência / Arena
Horário: das 10h às 18h
Classificação Indicativa: Livre
A proposta é uma ocupação de jovens com uma programação variada de sertanejo, aula de zumba, passinho e apresentações de funk. Contará com atrações como Robotron, Bond dos Danados, Cia Cohkolate, duelo de passinho e festival de MCs.

Rolezinho / Foto : Divulgação

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA
Dikeledi e as voltas que o mundo Dá
Quando: 15 de maio
Onde: Anfiteatro
Horário: às 10h30 e às 14h
Classificação Indicativa: Livre
O Núcleo Histórias de Comadres encontrou nos instrumentos musicais presentes no universo da capoeira angola sua inspiração para criar narrativas e imagens. Dikeledi é uma princesa que nasceu para trazer a paz entre os povos da África. Ela cresce aprendendo com seu avô as lições sobre as “voltas que o mundo dá” e, ao morrer, tem seu corpo “encantado” num instrumento nunca antes visto: o berimbau. O Núcleo Histórias de Comadres foi criado pela atriz, capoeirista, educadora e narradora de histórias Jordana Dolores, que também sobe ao palco.

Jordana Dolores / Foto: Alícia Peres / Divulgação

MÚSICA
Yannick – O Afro Samurai – Quinta Independente
Quando: 16 de maio
Onde: Anfiteatro
Horário: às 20h30
Classificação Indicativa: 16 anos
Nascido e criado no centro de São Paulo, Yannick é um rapper independente que busca inspiração em mangás, animes e na cultura geek para escrever suas letras. Agora imerso na cultura cyberpunk e da ficção científica, o artista lançará seu novo projeto em 2019. Com o disco “Também Conhecido como Afro Samurai”, de 2016, realizou mais de 40 shows em São Paulo e pelo Brasil, além de programas de TV como o “Manos e Minas”, da Cultura. Realizou dois shows no Sesc nas unidades Santana e Osasco e participou do festival Hacktown em Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais. O rapper é acompanhado do DJ Paulo Ribeiro.

Yanicck Hara / Foto : Divulgação

VIRADA CULTURAL
Rashid
Quando: 18 de maio
Onde: Praça do Cemitério – em frente ao CCJ
Horário: às 18h
Classificação Indicativa: Livre
Acompanhado de banda, Rashid leva para os palcos da Virada Cultural o show de sua #CriseTour, iniciada com o lançamento do álbum “CRISE”, em janeiro de 2018. Nas apresentações de 2019, o rapper explora seu repertório com um setlist que inclui músicas de seus dois discos de estúdio, EPs e mixtapes, e traz, entre outras preferidas dos fãs, composições como “Gratidão”, “Bilhete 2.0”, “Ruaterapia”, além dos singles mais recentes, “Interior” e “Não É Desenho”.

Rashid / Foto: Divulgação

VIRADA CULTURAL
Karol Conka
Quando: 18 de maio
Onde: Praça do Cemitério – em frente ao CCJ
Horário: às 20h
Classificação Indicativa: Livre
Karol ConKa, que lançou recentemente o disco “Ambulante”, se apresenta no CCJ mostrando suas novas canções, além de músicas que se tornaram hits pelo Brasil. Karoline dos Santos Oliveira nasceu em Curitiba em 1987 e virou Karol Conka: rapper, cantora, compositora, produtora, modelo e apresentadora. Seu trabalho é pautado por canções que exaltam a força da mulher na sociedade, com pop, rap, funk e variações.

Karol ConKa / Foto : Divulgação

VIRADA CULTURAL
Thaíde
Quando: 19 de maio
Onde: Praça do Cemitério – em frente ao CCJ
Horário: às 14h
Classificação Indicativa: Livre
Thaíde, que lançou recentemnete seu novo single “Segura a Nega” em parceria com o DJ MaxnosBeatz, se apresenta na Virada do CCJ com músicas que marcaram sua carreira. Ele é compositor, apresentador, repórter, produtor e ator, responsável por ajudar a disseminar o hip-hop pelo Brasil e levar o gênero para o rádio e para a televisão.

Thaíde / Foto : Divulgação

VIRADA CULTURAL
Viradinha
Quando: 19 de maio
Onde: Área de Convivência e Calçadão
Horário: das 12h às 17h
Classificação Indicativa: Livre
O projeto Viradinha prepara uma programação que une vertentes de diferentes culturas, criando novas parcerias na cadeia cultural e aproximando novos projetos para a cena nacional e internacional. Desta maneira, garante ao público novas perspectivas artísticas valorizando os espaços públicos e privados, sempre prezando pela tranquilidade, segurança e acessibilidade. Na programação, contação de histórias, pintura facial e oficinas de quadrinhos e ciência divertida.

Viradinha / Foto : Divulgação

VIRADA CULTURAL
Elba Ramalho
Quando: 19 de maio
Onde: Praça do Cemitério – em frente ao CCJ
Horário: às 17h
Classificação Indicativa: Livre
Com 40 anos de carreira, Ela Ramalho é sinal de festa. Ganhadora de dois prêmios Grammy Latino e vencedora do Prêmio de Música Brasileira em 16 ocasiões, se mantém como uma das maiores cantoras do país. Em uma hora e meia de show, Elba vai contar histórias para lembrar lugares, para explicar pessoas e revelar um retrato das mais belas paisagens sonoras do Brasil. “Gostoso Demais”, “Aconchego”, “Dia Branco”, “Chão de Giz”, “Bate Coração”, “Sabiá”, “Banho de Cheiro” e “Frevo Mulher” são músicas que fazem parte do show.

Elba Ramalho / Foto : Divulgação

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA
João Acaiabe
Quando: 22 de maio
Onde: Área de Convivência
Horário: às 10h30 e às 14h
Classificação Indicativa: Livre
A contação de histórias do ator João Acaiabe leva o público para o universo dos contos, lendas, poemas e cantigas do repertório africano e brasileiro, que são interpretados de forma poética, lúdica e bem humorada. A apresentação conta com música ao vivo e efeitos sonoros nos quais o som funciona como elemento narrativo, acentuando e pontuando momentos do espetáculo. O intuito é despertar a fantasia e a imaginação dos espectadores, em um roteiro que traz histórias como “O Macaco e a Velha”, “O Marido da Mãe D’Água” e “Histórias do Saci”. Um dos pontos altos do espetáculo, é quando João Acaiabe representa o personagem Tio Barnabé (personagem do Sítio do Pica Pau Amarelo).

João Acaiabe / Foto : Divulgação

MÚSICA
Tibless canta Motown Records – Quinta Independente
Quando: 23 de maio
Onde: Anfiteatro
Horário: às 20h30
Classificação Indicativa: 16 anos
O cantor e compositor Tibless, atualmente backing vocal da banda Jota Quest e vocalista da banda do programa “Só Toca Pop”, da Rede Globo, traz ao CCJ seu “Tributo a Motown”, a gravadora americana que lançou artistas como Stevie Wonder, Marvin Gaye, Lionel Richie e Michael Jackson, entre muitos outros. Tibless interpreta alguns dos grandes clássicos mundiais da época.

Tibless / Foto : Divulgação

CIRCO
A Quase Fantástica Trupe Los Pâncreas
Quando: 24 de maio
Onde: Área de Convivência / Anfiteatro
Horário: às 20h
Classificação Indicativa: Livre
A Cia. BuBiÔ, FicÔ LÔ foi fundada em 2006 e trabalha com a linguagem do palhaço. É uma trupe de circo composta de charlatões e artistas histriônicos, que resolve fazer uma turnê do seu show “quase” fantástico. A teoria de como tudo deveria ser feito é incrível, mas quando tentam colocar em prática seus números de circo e outras habilidades, nem tudo sai como o esperado. Então improvisam, mentem, trapaceiam, fazem de tudo para o show continuar e quando algo dá certo… É pura sorte do acaso. Assim é “A Quase Fantástica Trupe Los Pâncreas”.

A Quase Fantástica Trupe Los Pâncreas / Foto : Divulgação

MÚSICA
Cólera – CCJ é Rock!
Show de abertura: Agrotóxico
Quando: 25 de maio
Onde: Anfiteatro
Horário: às 19h
Classificação Indicativa: 16 anos
Às vésperas de completar 40 anos de história punk rock (o Cólera foi formado em 1979), um dos grupos mais importantes do movimento punk brasileiro, o grupo Cólera traz seu show o disco “Acorde! Acorde! Acorde!”, seu primeiro de inéditas em 14 anos e também o primeiro sem Redson, que faleceu em setembro de 2011. O disco contém 16 canções, três delas versões demo com Redson em 2009 que surgem como faixas bônus. O show de abertura é da banda Agrotóxico.

Cólera / Foto : Divulgação

SARAU
Sarau na Quebrada: Sem Saída
Quando: 26 de maio
Onde: Área de Convivência
Horário: às 16h
Classificação Indicativa: Livre
Sarau Sem Saída é um projeto que teve inicio em 2017 no Jardim Elisa Maria, promovendo uma mistura de samba com rap e poesia. O evento tem em foco atiçar o lado criativo e cultural das pessoas, fazendo com que elas realmente participem da atividade. O elenco conta com MC Ozzy, Nego Helio, Claudio Fabiano Morais da Silva, Rodrigo Maia e José Waldir Dias do Nascimento.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA
Heróis e Deuses
Quando: 29 de maio
Onde: Área de Convivência
Horário: às 10h30 e às 14h
Classificação Indicativa: Livre
Direção: Carina Casuscelli
Dramaturgia: Carina Casuscelli e Eduardo Brito
O espetáculo infanto-juvenil “Heróis e Deuses – Uma viagem pela Mitologia Grega” apresenta uma série de mitos e histórias fantásticas recheadas de paixão, coragem, medo e mistério, que embalam as fábulas que o menino Ulisses adorava escutar de seu avô, um grande historiador e amante da cultura grega. São histórias sobre criaturas, deuses e heróis, que, assim como nós, seguem em busca da felicidade. Entre elas, os mitos do amor de Eros, Teseu, Minotauro e Medusa, entre outros. O fio condutor da peça é Morfeu, que aparece todas as noites no quarto do menino Ulisses, alimentando suas fantasias de sonhar acordado.

Heróis e Deuses  / Foto : Divulgação

MÚSICA
Priscila Amorim – Quinta Independente
Quando: 30 de maio
Onde: Área de Convivência
Horário: às 20h30
Classificação Indicativa: 16 anos
Descrição: Priscila Amorim faz um show que apresenta um panorama da música brasileira sob o viés da produção cultural do século 20. O projeto “Samba na Moringa: Do Abre Alas ao Vai Passar” abrange a produção cancional deste período com foco no gênero samba, explorando os desdobramentos e as reverberações dessas instâncias na música contemporânea.

Priscila Amorim / Foto : Divulgação

TEATRO
“Nyame Nti – Um Manifesto Ritual”
Quando: 31 de maio
Onde: Anfiteatro
Horário: às 20h
Classificação Indicativa: 16 anos
Descrição: O Coletivo Ayá Nyame-Nti da Comida à Fala tem por objetivo investigar as Cozinhas de Axé e as Comidas de Santo. Como resultado dessa investigação, elabora o espetáculo “Nyame Nti – Um Manifesto Ritual”, que discute intolerância religiosa, genocídio da população negra e identidade e expressão de gênero de forma performativa.

Nyame Nti – Um Manifesto Ritual / Foto : Divulgação
Com Virada Cultural, maio tem Karol Conka, Rashid, Elba Ramalho, Rolezinho, Banda Cólera e mais no CCJ