Vem que é de graça! Fim de semana de música no Centro Cultural da Juventude com duas bandas com estilos bem diferentes. No sábado, dia 18 de agosto, a atração é punk rock com os Garotos Podres, às 20h no Anfitetaro (eles mantêm vivo o som e o ideal revolucionário e de resistência dos anos 80). Já no domingo, dia 20, às 18h, teremos no espaço Arena do CCJ o grupo Mato Seco (com seu reggae cheio de mensagens de paz e críticas sociais).

Garotos Podres
Formada em 1982, na cidade de Mauá, no ABC Paulista, o Garotos Podres é uma das poucas bandas que viveram a origem do punk no Brasil e que ainda resistem na ativa. Depois do clássico Mais Podre do Que Nunca, lançado em 1985, vieram sete discos, participações em mais de dez coletâneas nacionais e internacionais e em shows que entraram para a história do punk. Entre 2012 e 2017, o grupo passou a se chamar O Satânico Dr. Mao e os Espiões Secretos, devido a imbróglios jurídicos por conta de uma briga entre os integrantes. Hoje, já de volta com o nome Garotos Podres, a banda voltou aos palcos e faz um show único no dia 18 de agosto, no Centro Cultural da Juventude. O vocalista Mao concedeu entrevista para a revista Em Cartaz da Prefeitura e nós reproduzimos aqui. Os convites serão distribuídos uma hora antes (um ingresso por pessoa).

Mao, de óculos, e os outros integrantes da banda Garotos Podres / Divulgação

Mato Seco
A banda Mato Seco nasceu em 2002 do encontro de sete amigos de infância que não sabiam nada sobre a teoria da música. Autodidatas, apostam nas mensagens de “resistência”. Com mais de uma dúzia de músicas na boca dos fãs, a Mato Seco se destaca pelas letras bem elaboradas ao lado das mensagens positivas com conotações políticas e sociais, disseminando a filosofia do bem e da justiça. Seus integrantes são Carlos E Gonçalves (voz e percussão), Eric de Oliveira (guitarra, violão 12 cordas e percussão), João Paz (piano, órgão, teclados e melódica), Junior Ciziniauskas (contrabaixo elétrico), Mauro Peres Jr. (voz e percussão) e Rodrigo Piccolo (voz, guitarra, bandolim, flauta transversal, percussão e gaitas). Apresentam no Centro Cultural da Juventude sua turnê Lado 7, que trabalha uma atmosfera mais espontânea na música. Os ingressos (600 pessoas no total) serão distribuídos 1h antes do inicio do show (apenas um ingresso por pessoa).

A banda Mato Seco, que se apresenta no domingo, dia 19, no CCJ / Divulgação

O Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso está localizado na Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641, Vila Nova Cachoeirinha – a 20 minutos do Terminal Barra Funda e ao lado do Terminal Cachoeirinha. Siga a gente em facebook.com/CCJuventude e Instagram e Twitter @ccjuventude.

O fim de semana será de punk rock e reggae no CCJ com as bandas Garotos Podres e Mato Seco!
Classificado como:                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *